Roteiro de 5 dias em Londres #2

 

Hoje partilho a segunda parte do meu roteiro de 5 dias em Londres! 🙂
Podem lêr a primeira parte aqui.

 

Dia 4

Oxford Street, Regent’s Street e New Bond Street

Comecem o dia nas ruas de lojas mais movimentadas de Londres. Oxford Street, Regent’s Street e Bond Street.
Em Oxford Street, podem espreitar o Selffridges, outra loja de departamentos também muito conhecida, a Primark e algumas lojas que ainda não existem em Portugal, como a Top Shop, Urban Outfitters, Gap, Forever 21 e Disney Store.

Quando chegarem ao cruzamento com a Regent’s Street, desçam a rua em direção a Picadilly Circus.
Entrem na enorme Apple Store e na Hamleys, a mais antiga e maior loja de brinquedos do mundo. São 7 pisos cheios de brinquedos e jogos para todas as idades.

A New Bond Street é conhecida por ter várias marcas de Luxo como a Chanel, Victoria’s Secret, Tiffany & Co, Hermès, Dior, Cartier, Prada, Rolex, entre outras.
Perto da New Bond Street existe também uma loja que merece uma visita, principalmente para quem gosta muito de chá, a Fortnum & Mason. É uma loja de departamentos onde se vende, para além de diversos chás,  chocolates, vinhos, louças, perfumes e outras coisas.

 

Borough Market

A próxima paragem é no outro lado do Tamisa, no Borough Market, o sítio ideal para almoçar.  Este espaço está cheio de bancas de comida e bebida. Scotch eggs, german sausages, comida asiática, hambúrgueres, bolos, sumos naturais, comida vegetariana, marisco e até uma banca com comida portuguesa.

 

Greenwich

Apesar de ser um pouco mais afastado do centro, vale a pena passar umas horas em Greenwich.
Este bairro tem imensas coisas para ver e visitar. É aqui que se encontra o famoso navio Cutty Sark e o Royal Observatory, a partir do qual é definido o Meridiano de Greenwich. Podemos ainda visitar o Museu Marítimo, o Greenwich Park, a Queen’s House, o bonito Greenwich Market e ainda atravessar um túnel subterrâneo que liga Greenwich ao outro lado do rio.

 

Tate Modern / National Gallery

Para os apreciadores de arte moderna e contemporânea, o Tate Modern e a National Gallery são paragens obrigatórias. Van Gogh, Leonardo Da Vinci, Velasquez, Picasso, Francisco Goya e Salvador Dalí, são alguns dos pintores que têm as suas obras expostas nestes museus. Ambos são de entrada gratuita e à sexta e sábado ficam abertos até mais tarde.

 

Dia 5 (Domingo)

Colombia Flower Market

O Colombia Flower Market acontece todos os domingos e é uma perdição para quem gosta muito de flores. Normalmente o mercado está sempre cheio, o que torna bastante difícil a movimentação ao longo da rua, por isso vão preparados para levar ou dar alguns encontrões. A meio do mercado podem fazer uma pequena paragem para beber um cafezinho ou comer um dos deliciosos bolos da Lily Vanilli Bakery.


 

Brick Lane

Sigam depois em direção a Brick Lane, uma das zonas mais alternativas da cidade.  Aqui vão encontrar um outro mercado de rua, o de Brick Lane.  Assim como todos os outros, este mercado está cheio de comida, artesanato, velharias e roupa.
Confesso que não é um dos meus mercados preferidos, no entanto é nesta rua que estão duas pérolas de Londres.  A Beigel Bakery, onde podem comer um delicioso beigel de salted beef ou smoked salmon, e a Dark sugar, uma chocolateria onde vale a pena entrar nem que seja só para admirar as dezenas de trufas e bombons coloridos espalhados pela loja. O cheiro a chocolate que se sente logo à entrada é qualquer coisa. Aqui também se bebe um bom hot chocolate, experimentem o de caramelo salgado.

 

Sunday Up Market

Como o nome indica, este mercado só acontece aos Domingos e é um dos meus preferidos para almoçar. Talvez seja o mercado com mais variedade de comida, lá vão encontrar iguarias de todos os cantos do mundo.

 

Spitalfields Market

Como já perceberam o que não faltam em Londres são mercados. Este tem a particularidade de ter um restaurante com pratos portugueses.  A Taberna do Mercado do Chef Nuno Mendes. Recomendo os peixinhos da horta, o rissol de camarão e o pastel de nata.

 

Sky Garden

Se acharem que não têm tempo para visitar o Sky Garden no último dia, o melhor é visitá-lo nos primeiros dias porque vale bem a pena a subida até ao 35º piso.
O Sky Garden é um dos edifícios mais altos de Londres e oferece vistas deslumbrantes sobre a cidade, bem melhores do que no London Eye na minha opinião. E a melhor parte é que a entrada é gratuita, no entanto é necessário fazer a marcação no site com o dia e hora escolhida.
Não é fácil conseguir vaga, por isso deixo-vos uma dica. O melhor dia para marcar é à segunda feira por volta da hora de almoço, altura em que são disponibilizadas mais slots.

 

Tower of London

A Torre de Londres merece também uma visita. Aqui podem ver entres outras coisas, as Jóias da Coroa, a Coleção Real de Armaduras, a Capela de São Pedro e a reconstrução do Palácio Medieval. A visita completa dura cerca de 2 horas e os bilhetes podem ser comprados no site oficial .

 

Tower Bridge

Mesmo ao lado da torre de Londres está a famosa e bonita Tower Bridge. Vale a pena atravessar a ponte a pé ou no autocarro de 2 andares.

 

Se estiverem mais de 5 dias em Londres podem ainda visitar o bairro de Brixton e os seus originais mercados (Brixton Village e o Pop Brixton);  o Kew Gardens, considerado um dos maiores jardins botânicos do mundo; o Richmond Park, mais conhecido como o parque dos bambis, onde podem ver veados a passear livremente ao “vosso lado”; ou ainda ir à zona de Little Portugal (entre Stockwell e Vauxhall) cheio de cafés e restaurantes portugueses.

Espero que tenham gostado do meu roteiro e das minhas sugestões 🙂

1 Comment

  • Rodrigo Cândido diz:

    Olá. Eu sou um português residente em Portugal e tenho marcado para o final do mês uma viagem à Cidade de Londres. Deparei-me com este rotei magnífico que se encaixa e adequa perfeitamente à nossa ida a esse país tão belo e não pude resistir em guiar-me nele. Gostaria se me pudesse dar mais umas indicações extra e tirar-me mais algumas dúvidas. Muitos parabéns por este roteiro fantástico e pelas dicas maravilhosas. Fico a aguardar uma resposta em breve. Sem mais assunto de momento, Rodrigo Cândido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *