Londres #1

Hoje sai finalmente o primeiro post sobre Londres!
Vou partilhar convosco algumas informações e dicas para quem quer visitar a cidade brevemente 🙂

IMG_0291

 

  • Quantos dias preciso para conhecer a cidade?

Londres é uma cidade grande mas a maior parte dos pontos de interesse encontram-se no centro, nas zonas 1 e 2.
O ideal será 4 ou 5 dias completos para visitar a cidade.

 

  • Qual o melhor aeroporto e o melhor transfer para o centro?

Existem 5 aeroportos em Londres.

  1. Heathrow – Relativamente perto do centro e para onde voa a TAP e a British Airways.
    A partir de Heathrow as melhores formas de chegar ao centro são de metro e de comboio.
    O metro é mais barato (£6 se comprarem uma única viagem nas máquinas de venda de bilhetes ou £3,10 se utilizarem o cartão oyster ou cartão bancário contactless) e a viagem até ao centro (estação de Green Park) demora cerca de 50/60 min.
    No entanto se o alojamento for perto da estação de comboios de Paddington, pode compensar ir de comboio.
    A viagem no comboio  Heathrow Connect custa £10,30 e demora cerca de 25min.
    Outro comboio que faz a ligação até Paddington é o Heathrow Express. A viagem custa £25 (ida) ou £37 (ida e volta) mas demora apenas 15 min até Paddington.

Captura de ecrã 2017-06-13, às 12.20.09

 

2.  London City (o mais central)  – Neste momento não existem vôos de Portugal a aterrar neste aeroporto mas a partir de outubro a TAP vai começar a aterrar também em London City.
Neste aeroporto existe o DLR, uma espécie de metro, que liga o aeroporto até ao centro (estação Bank) em 25 minutos. A viagem custa £4,90 se comprarem uma única viagem nas máquinas de venda de bilhetes ou £2,80 se utilizarem o cartão oyster ou cartão bancário contactless.

 

3.  Stansted –  Para onde voa a Ryanair e outras companhias lowcost. Fica a norte de Londres, afastado do centro.
A forma mais rápida de chegar ao centro (estação de Liverpool) é de comboio Stansted Express. A viagem demora 47 minutos e custa £16 (ida) ou 27£ (ida e volta).

Captura de ecrã 2017-06-13, às 13.28.43

Outra opção é o tranfer de autocarro. Existem 3 empresas que fazem este trajeto até ao centro. A National Express,Airport Bus Express e a Stansted CityLink.
A  mais utilizada é a National Express que tem 4 rotas:

A6 – Com paragens finais nas estações de Baker Street, Paddington e Marble Arch. A viagem demora entre 1h45 a 2h, dependendo da paragem final e o bilhete custa entre £2 a £12, dependendo do horario escolhido.

A7 – Até à estação de waterloo e Victoria. A viagem demora entre 1h25 a 2h, dependendo da paragem final e o bilhete custa entre £2 a £12.

A8 – Com paragem na estação de Liverpool Street e Shoreditch. A viagem demora entre 1h a 1h25 e o bilhete custa entre £2 a £12.

A9 – Directo até Stratford. A viagem demora cerca de 50min e o bilhete custa entre £2 a £12.

stansted-website-map

 

4.  Luton – Fica também a norte de Londres e igualmente afastado do centro. A Easyjet é uma das companhias a aterrar aqui.
A melhor forma de chegar ao centro é de comboio. Existem duas empresas a fazer este trajeto:

Thameslink e a East Midlands. Ambas ligam o aeroporto às estações de St. Pancras International, Farringdon e Blackfriars. A viagem dura entre 45-60 min e custa desde £12,70.

Outra forma de chegar ao centro é através de autocarro. Uma das empresas que faz este serviço é a National Express. O destino final é Victoria (1h20) ou Baker Street(1h). Os bilhetes custam entre £2 a £10, dependendo do horário escolhido.

 

5.  Gatwick – Fica a sul de Londres.  É utilizado pela TAP,  Easyjet e Monarch.

Comboio:
Gatwick Express – O comboio é a forma mais rápida de chegar ao centro de Londres. O Gatwick Express faz a viagem directa até à estação de Victoria em 30 minutos. Bilhetes a partir de £17,80 (£31,60 para ida e volta).

Comboio Thameslink– Faz a conexão com quatro estações em Londres: City Thameslink, Blackfriars, Farringdon e St. Pancras International. A duração da viagem varia de 45 e 60 minutos e os bilhetes custam a partir de £8,70.

Autocarro:
National Express – Um autocarro por hora até à estação de Victoria. O trajeto é percorrido entre 1 hora e 1h30. Preço a partir de £5.

Easybus – É a opção mais barata para chegar ao centro de Londres. Os bilhetes custam entre £2 a £11 comprados online.

EasyBus_Route_May2016

 

  • Qual a melhor zona para ficar hospedado?

As melhores zonas serão sempre aquelas perto de uma estação de metro e dentro da zona 1 (preferencial) ou 2 (mais baratas).

Na zona 1 recomendo Paddington, Kings’s Cross, Victoria, South Kensington e Liverpool Street.

 

  • Hotel ou apartamento/casa?

O preço por noite em Londres é muito caro, rodando em média os 100€.
Para quem prefere ficar hospedado num hotel, existem algumas opções mais baratas, como por exemplo os hoteis da cadeia EasyHotel, Point A Hotels, IbisHolliday InnTravelodge e Premier Inn.
Outra opção relativamente em conta, principalmente se for um grupo, é alugar casa no site Airbnb.

 

  • Qual o melhor transporte para conhecer a cidade?

Londres tem uma boa rede de transportes. Para conhecerem os principais pontos turisticos, o metro e o autocarro são a melhor opção. Mas provavelmente também vão andar muito a pé ou até de bicicleta.
Se quiserem visitar a maior parte dos museus e atrações, incluindo as que são pagas, como por exemplo o Museu de Cera, o London Eye, Tower of London, Ripley Belive it or Not  ou a Catedral de St. Paul’s, recomendo que comprem o bilhete/passe da National Rail que vos dá direito à promoção 2×1. Na compra de 2 bilhetes de entrada numa atração paga, 1 dos bilhetes é grátis. Atenção que este bilhete/passe de transporte (em papel) só pode ser comprado numa estação de metro que seja também de comboios ( ex: Paddington, Vitoria, King’s Cross/St. Pancras, Liverpool Street..).
Podem comprar apenas bilhete diário – Day Travelcard (12.3£ – zona 1 e 2) ou o passe de 7 dias (33£- zona 1 e 2) que compensa no caso de ficarem em Londres 3 ou mais dias. Podem usar este bilhete/passe no metro, autocarro (qualquer zona), overground e DLR. Se optarem pelo passe de 7 dias deverão apresentar na bilheteira uma fotografia tipo passe.
Se não tiverem ou se esquecerem de levar, não há problema, podem tirar a foto nas máquinas de fotografias que existem em todas as estações de comboios.

O processo para terem acesso ao desconto 2×1 é simples. Entram no site da promoçao, escolhem as atrações que querem vêr e imprimem os respetivos vouchers. Não há limite de vouchers, podem imprimir os que quiserem.
Quando chegarem a Londres, compram o vosso bilhete/passe em papel (numa estação de comboios) e depois só têm de se dirigir às bilheteiras das atrações e mostar o bilhete de transporte e o voucher que imprimiram.

15 - 1

Captura de ecrã 2017-06-13, às 02.00.01

Se preferirem visitar apenas os museus grátis (que ainda são alguns), é preferivel optarem pelo Oyster card, um cartão magnético (tipo Lisboa Viva). Este cartão tem um custo de 5£ (se entregarem o cartão no final, este valor é reembolsável) e pode ser carregado com dinheiro – entre £5 a £90. O valor carregado é depois descontado sempre que fizerem uma viagem no metro, autocarro, overground ou DLR. O valor máximo diário que pode ser descontado na zona 1 e 2 é £6,60. Ou seja, podem viajar dentro destas zonas as vezes que quiserem e no final do dia é vos descontado no máximo  £6,60 no vosso Oystercard.
Se ficarem em Londres mais de 5 dias, em vez de carregarem o oystercard com dinheiro (pay as you go), compensa mais carregar com o passe de 7 dias que tem um custo de 33£.

article-1298917708900-0d6a28b5000005dc-583821_636x366

 

  • Quais os melhores museus/atrações grátis? 

Em Londres são vários os museus com entrada gratuita.
Destaco o Museu de História Natural, o Museu da Ciência, Albert & Victoria, British Museum, The National Gallery e o Tate Modern.

 

  • Apps úteis?

Para o planeamento da viagem recomendo a app Sygic Travel.

A nível de transportes uso muito o Citymapper e aconselho mesmo esta app a quem visita a cidade. É só indicarem a morada ou nome do sitio (museu, restaurante, hotel..) para onde pretendem ir e a aplicação diz-vos não só quais os melhores transportes a utilizar, mas também a duração da viagem, o tempo que falta para o próximo metro/autocarro, em que carruagem devem ir no caso de troca de linha de metro, qual a saída que devem sair na estação, se existem problenas na linha, etc..

Sugiro também a app Tube map, para terem acesso sempre que precisarem a todas as linhas diurnas e noturnas do metro.

London-Tube-Map-Zones-2015

Relativamente a restaurantes, costumo utilizar a Zomato e o TripAdvisor.

Por último recomendo a app Revolut. Com esta app e o respectivo cartão bancário que podem pedir o envio pelo correio,  podem fazer pagamentos em Londres sem terem de pagar as normais taxas de câmbio. Após receberem o cartão revolut em casa, basta adicionarem os dados do vosso cartão multibanco (português) na app, transferirem o valor que querem para o cartão revolut e já está. Sempre que utilizarem o cartão, ele faz apenas a conversão do valor em € para £, sem qualquer taxa adicional. Podem usar este cartão em todas as lojas e inclusive também nos transportes publicos (tem o sistema contactless), substituindo o oystercard.  Outra coisa boa deste cartão é que na app têm acesso ao histórico de todos os vossos pagamentos e transferencias.
Como não consegui abrir logo conta bancária quando cheguei a Londres, este cartão ajudou-me muito a poupar algum dinheiro em taxas.

app-revolut-card

Por hoje é tudo. Espero que tenham gostado das minhas dicas e sugestões. No próximo post começa o roteiro em Londres 🙂
Se tiverem alguma dúvida, podem perguntar nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *